Novità

Bachiana Filarmônica SESI-SP comemora 11 primeiras audições mundiais de compositores brasileiros na Sala São Paulo

Concerto traz o pianista Jean-Louis Steuerman tocando ao lado de João Carlos Martins e a estreia mundial de obra de Fernando Riederer

Na terça-feira, dia 1º de julho, às 21h, a Bachiana Filarmônica SESI-SP celebra em concerto na Sala São Paulo as 11 primeiras audições mundiais dos mais talentosos compositores brasileiros – alguns deles morando no exterior – executadas em um intervalo de 18 meses e encomendadas pela Fundação Bachiana. Nesta apresentação, a orquestra faz a primeira audição mundial da obra concertante para trompa e orquestra, de Fernando Riederer, com solo de Samuel Hamzem.

Com a Bachiana Filarmônica SESI-SP, o flautista Edson Beltrami interpretará o “Concerto para Flauta e Orquestra”, de Carl Filipe Emanuel Bach, e João Carlos Martins regerá três transcrições para orquestra de árias de cantatas de Bach.

Já o pianista Jean-Louis Steuerman tocará o “Concerto nº 3 para Piano e Orquestra”, de Beethoven, e, para encerrar o concerto, ele interpreta o segundo movimento do “Concerto para Dois Pianos em Dó Menor”, de Bach, ao lado de João Carlos Martins.

João Carlos Martins
Símbolo de superação e talento, João Carlos Martins iniciou seus estudos de piano aos oito anos, e três anos depois começava a carreira no Brasil. Aos dezoito, já estava tocando no exterior. Considerado um dos maiores intérpretes de Johann Sebastian Bach, teve como um dos pontos altos de sua carreira a gravação da obra completa para teclado desse gênio da música. Por problemas físicos, abandonou os palcos como pianista no ano de 2002, mas não deixou a música de lado e retornou aos palcos em 2004 como maestro. Hoje, aos 73 anos, é regente e diretor-artístico da Bachiana Filarmônica SESI-SP, já lançou 25 álbuns, escreveu um livro emocionante sobre sua vida, intitulado “A Saga das Mãos”, é o único brasileiro a ter sua vida registrada por cineastas europeus por duas vezes, e conta com um registro fotobiográfico, lançado na ONU.

Bachiana Filarmônica SESI-SP
Quando João Carlos iniciou o projeto de criar uma orquestra apenas com a iniciativa privada, muitos duvidaram, mas já são mais de mil apresentações nos principais teatros do Brasil e do mundo. A qualidade dos músicos da Bachiana, selecionados entre as melhores orquestras brasileiras, tem sido muito elogiada. São profissionais que fazem questão de aprimorar seu talento com trabalho e estudo. A orquestra, fundada em 2004, não tardou a ganhar o merecido reconhecimento. Após cinco temporadas em que se apresentou pelo Brasil, encantou o público americano com cinco atuações de gala - duas no Carnegie Hall, em 2007 e 2008, e três no Lincoln Center, em 2009, 2010 e 2011.

SERVIÇO: Concerto da Bachiana Filarmônica SESI-SP na Sala São Paulo - Temporada 2014

Regência: João Carlos Martins e John Boudler 
Solistas: Edson Beltrami, Jean-Louis Steuerman e João Carlos Martins
Dia: Terça-feira, dia 1° de julho
Local: Sala São Paulo 
Endereço: Praça Júlio Prestes, 16, Santa Cecília, São Paulo 
Horário: 21h
Ingressos: R$ 25 a R$ 40 
Duração: 90 minutos
Classificação etária: 7 anos
Pontos de venda: Bilheteria da Sala São Paulo (tel. 11 3223-3966, pelo site www.ingressorapido.com.br e pelo telefone 4003-1212

Voltar